Histeroscopia

Existe um interesse cada vez maior em realizar o exame histeroscópico da cavidade uterina como um procedimento para pacientes ambulatoriais. Sua sensibilidade e especificidade na identificação de anomalias uterinas já são bem reconhecidas. Por esta razão, SalomãoZoppi investiu em uma experiente equipe de profissionais para oferecer a Histeroscopia às mulheres.

O procedimento

Para a realização do exame, a paciente é colocada em posição ginecológica e introduz-se um espéculo descartável para que o colo do útero possa ser examinado. Após a assepsia do colo, um endoscópio rígido é introduzido através do orifício externo do colo, seguindo seu caminho até atingir a cavidade uterina que, por sua vez, é distendida com o uso de gás carbônico medicinal.

Terminada a Histeroscopia, se houver necessidade, é feita uma biópsia de endométrio. Para a realização do exame não é necessário nenhum preparo especial. Porém, a paciente não pode estar menstruada e, se possível, deve trazer exames anteriores, como ultrassonografia. As contraindicações à realização do exame são: gestação, sangramento vaginal e infecções vaginais.

Vantagens para a paciente

  • Não são necessários estudos pré-operatórios especiais.
  • O procedimento costuma demorar apenas alguns minutos.
  • A anestesia local é necessária no máximo em 20% das pacientes.
  • As pacientes podem reiniciar o trabalho no mesmo dia.

Indicações mais comuns para a Histeroscopia

  • Localizar as causas de sangramento uterino anormal.
  • Avaliar qualquer ultrassonografia anormal.
  • Realizar uma busca para as aderências intrauterinas.
  • Avaliar os resultados dos procedimentos terapêuticos prévios.
  • Localizar um DIU oculto.
  • Expor o sangramento uterino inferior.
  • Localizar um adenocarcinoma de endométrio oculto.